terça-feira, 12 de março de 2013

Amostra de rocha aponta que Marte pode ter abrigado vida

12 de Março de 2013•15h10 • atualizado às 15h30
Nasa: amostra de rocha aponta que Marte pode ter abrigado vida
Os dados indicam que na área da baía de Yellowknife houve um antigo rio que poderia ter abrigado os componentes químicos necessários para criar condições favoráveis à vida


A agência espacial americana (Nasa, na sigla em inglês) informou nesta terça-feira que a análise de uma amostra de rocha recolhida pelo robô Curiosity em Marte revelou que o planeta vermelho pode ter abrigada vida.

Os cientistas identificaram enxofre, nitrogênio, hidrogênio, oxigênio, fósforo e carbono, alguns dos ingredientes químicos essenciais para a vida.

"Uma questão fundamental para esta missão era a de se Marte poderia ter contado com um ambiente habitável", disse Michael Meyer, cientista chefe do Programa de Exploração de Marte na sede da agência em Washington. "Pelo que sabemos agora, a resposta é sim", afirmou.

Segundo a Nasa, as chaves para este entorno habitável provêm dos dados devolvidos pela análise de amostras do jipe robô explorador e os instrumentos de Química e Mineralogia (CheMin) com os quais conta.

Os dados indicam que na área da baía de Yellowknife, onde o Curiosity esteve explorando, houve um antigo rio ou um pequeno lago que poderia ter abrigado os componentes químicos necessários para criar condições favoráveis para a vida de micróbios.

A perfuração onde o robô obteve a amostra foi realizada a poucas centenas de metros de distância de onde o Curiosity encontrou um antigo leito no ano passado.

O Curiosity, que aterrissou na superfície de Marte na madrugada de 6 de agosto de 2012, completará uma missão de dois anos em solo marciano.


Na primeira imagem aparece amostras de rochas de Marte coletadas pela
 sondas Opportunity (esq.) e Curiosity.  Foto: Nasa/Divulgação

Fonte: Portal Terra